26 de abr de 2018

Desfile | Cotton Project | SPFWN45

HOW TO LEAVE YOUR OLD LIFE BEHIND
Foto: Leco Viana/Leco Viana Photos/Thenews2
1.O que acreditamos ser libertador pode acabar se tornando fundamentalmente restritivo;
2. É impossível se livrar da ansiedade, mas você pode mudar a formal na qual se
relaciona com ela;
3. A demanda por variedade é mais opressiva que a continuidade;
4. As pessoas são mais felizes quando estão em busca de algo que ainda não alcançaram;
5. A natureza não dá saltos;
6. A ilusão do individualismo pode mitigar o poder do coletivo;
7. Seja positivo, seu estado emocional da forma as suas percepções, pensamentos e memórias;
8. A insegurança é um sistema de controle social usado pelo capitalismo;
9. O futuro é vegetariano;
10. A tecnologia, quando usada em equilíbrio, pode ser incrível.

No Inverno 2018 a Cotton Project analisa a seguinte premissa: se você pudesse se livrar de suas obrigações e começar uma vida nova, como ela seria?
Antecipando a subjetividade da resposta, em um primeiro momento a marca propõe uma análise ética ao invés de uma imposição estética, apresentando dez citações que funcionariam como drivers internos para mudança.
Em um segundo momento, com a inevitabilidade da representação estética, a marca apresenta uma visão pessoal dessa mudança. De acordo com a Cotton Project, essa mudança de vida passaria por uma mudança comportamental (neuroplasticidade) e a proposta de um maior equilíbrio entre a vida urbana e a natureza, uma fuga bucólica.
Dessa forma, a coleção se traduz em cores rurais, conceitos clássicos/funcionais e uma estética atemporal.

Cores: Cores terrosas (marrom, bege e ocre), mostarda, lilás, verde pastel, petróleo e cores clássicas (marinho, preto, branco e cinza).

Materiais: Camurça, pelúcia sintéticas, jacquard, moletom, veludo cotelê, jeans, sarja, tricot e couros naturais.

FICHA TÉCNICA
Direção Criativa: Rafael Varandas
Estilo: Acácio Mendes
Direção do Desfile: Augusto Mariotti
Trilha: Marcelo Gerab
Cenografia: Man Made
Beleza: Dindi Hojah




Fotos: Leco Viana

23 de abr de 2018

DESFILE | ÁGUA DE COCO Por Liana Thomaz | Brasil com Z | SPFW N45

Passando a abordar coleções por temas, a marca acaba com os termos inverno e verão


O Brasil e sua mistura com mais de 500 anos, gerou uma estética original e reconhecida em todo o mundo como o Brazilian style. Esse visual característico serviu de inspiração para ÁGUA DE COCO por Liana Thomaz, na coleção Brasil com Z, apresentada na São Paulo Fashion Week, trazendo as cores, formas, sensualidade e tropicalidade, percebidas além das fronteiras tupiniquins. O Rio de Janeiro, cidade que promove o país com imagens icônicas, surge em prints com elementos da Baía de Guanabara, coqueiral do Parque Laje e palmeiras imperiais do Jardim Botânico.
Se firmando num novo momento, a marca está cada vez mais presente em novas fronteiras. É notável a atemporalidade na coleção que surge completa, mostrando mais do que apenas beachwear, todo um lifestyle que circula da praia à cidade, no inverno ou verão, hemisfério norte ou no hemisfério sul. Cheia de brilho e com modelagens ultra femininas, aposta em alfaiataria, babados e referências vintage, disponíveis para compra imediatamente após o desfile, em esquema see now, buy now. A seguir, as famílias apresentadas na passarela:













































16 de abr de 2018

Raquel Davidowicz traz neta de Audrey Hepburn ao Brasil


A estilista Raquel Davidowicz, da UMA, prepara grandes novidades para a 45ª edição da São Paulo Fashion Week.


Foto: John Isaac
Além de apresentar suas apostas para o Outono Inverno 18, Raquel terá como convidada especial Emma Ferrer, neta da inesquecível Audrey Hepburn. 
A amizade entre Raquel e Emma não é de agora. “Tudo começou em Nova York, quando nosso querido amigo Geová Rodrigues (estilista brasileiro) nos apresentou. Eu participei de um vídeo feito por ele na época da New York Fashion Week, e nele usei peças da UMA. Fiquei encantada”, conta Emma.  Recentemente Raquel foi convidada por Emma para participar da Ideas Get Dressed, exposição realizada em Nova York na Sapar Contemporary. A mostra reúne croquis de artistas importantes da moda internacional como Manolo Blahnik e Zac Posen. 
Esta será a primeira vez de Emma Ferrer no Brasil, e ela se diz bastante empolgada com a oportunidade. “Eu nunca fui ao Brasil antes. Estou mais do que animada. Conheço muitas pessoas maravilhosas, apaixonadas e altamente criativas do Brasil. É uma população de artistas e grandes pensadores, por isso estou muito feliz em poder conhecer mais sobre o País e ouvir tudo sobre as ideias e os planos das pessoas para o futuro”. 
Emma também exerce um importante papel social com refugiados como embaixadora da ONU (Organização das Nações Unidas).  “Eu morava entre os Estados Unidos e a Europa quando me envolvi na causa. Em parte, sinto o quanto essa causa é importante pelo o que aprendi em minha família e do que foi transmitido através das gerações em ambos os lados de minha família. Não apenas pela minha avó paterna, Audrey Hepburn, mas também pelo lado da minha mãe, que foi enfermeira na Índia durante os tempos coloniais. Caridade, misericórdia e cuidado com os outros é algo que sempre ensinei e sempre é uma natureza primária para mim. Tudo o que precisamos é que as pessoas tomem a decisão de fazê-lo, e o resto se encaixa quase sem esforço. Acredito piamente que as coisas que serão feitas acontecerão com facilidade e fluidez, e esse certamente tem sido o caso para mim e minha embaixada com os Estados Unidos para o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), bem como com meus outros relacionamentos com organizações como a UNICEF.

No Brasil, além de assistir ao desfile da UMA|Raquel Davidowicz na São Paulo Fashion Week, Emma Ferrer também participará de algumas ações internas com a marca. 


MKT MIX Assessoria de Comunicação